Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Vinhos da SemanaVinhos e etc • 1 de novembro de 2019

Vinhos da Espanha

Em um evento realizado pela Vinos de España, provei vinhos de diferentes regiões e estilos entre brancos, rosés e tintos

A Espanha é conhecida principalmente pelo cava, espumante produzido na região da Catalunha, pelos agradáveis tintos de Tempranillo e pelo Jerez (sobre o qual falei recentemente no post Jerez, o versátil), mas o país oferece uma grande variedade de vinhos que vão muito além das conhecidas regiões da Rioja e de Ribera del Duero. Brancos de Albariño da região de Rías Baixas (que estão entre os que mais gosto), de Garnacha Blanca, de Verdejo, da região de Rueda, e de outras uvas, além de rosés interessantes e tintos de corte, que incluem Garnacha e uvas internacionais.

Em um evento recente promovido pelo ICEX (Vinos de España) provei vários vinhos espanhóis e compartilho aqui os meus favoritos:

Brancos
Celler LaFou Els Amelers Garnacha Blanca 2016 (provei também o 2013, que estava muito bom) – R$ 247,90 – Decanter – delícia de vinho, com acidez equilibrada, mineralidade e suculência na boca. Produzido em Terra Alta, Catalunha

Manzanos Blanco Fermentado en Barrica 2016 – R$ 190 – Wine Sommelier – este corte de Viura e Chardonnay é produzido na Rioja e passa por barrica. Um vinho mais “gordinho”, mineral e equilibrado. Deve ficar muito bom com massas com molhos de queijo, além de aves e peixes gordos.

Pazo das Bruxas Albariño 2017 – R$ 135,90 – Devinum – vinho produzido pela Família Torres, nas Rías Baixas. As notas cítricas, a mineralidade e a acidez refrescante, fazem deste vinho uma ótima escolha para acompanhar aperitivos, peixes e frutos do mar.

Rosé
1890 Manzanos Rosé 2018 – R$ 460 –Wine Sommelier – produzido na Rioja com 90% Garnacha e 10% Tempranillo Blanco, é apresentado em uma bela garrafa magnum. Frutado, com notas cítricas, tem boa estrutura e frescor.

Tintos
Pata Negra Gran Reserva 2009 – R$ 110 – Casa Flora – este Tempranillo é ótimo para acompanhar pratos com carnes e itens da charcutaria. Frutado, com taninos bem presentes e bom frescor, já é conhecido no mercado brasileiro.

Torres Salmos 2015 – R$ 305 – Devinum – projeto da Família Torres no Priorato, este vinho é um corte de Carignan, Garnacha e Syrah. Frutado com notas de especiarias, é um belo vinho, equilibrado e agradável.

Torres Purgatori 2014 – R$ 279 – Devinum – saboroso, fresco e elegante, é um corte de Carignan, Garnacha Blanca e Syrah. Este vinho é produzido na Catalunha e faz parte dos projetos diferenciados de Miguel Torres (assim como o Salmos), de buscar novas regiões, recuperar vinhedos e variedades locais antigas, razão de eu ter citado três vinhos deste produtor.


0 Comentários

Deixe o seu comentário!