Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Vinhos da SemanaVinhos e etc • 29 de julho de 2021

Finca La Anita

Vinhos de safras antigas e atuais foram apresentados durante um zoom que reuniu enólogos e o fundador dessa vinícola argentina

O engenheiro químico Manuel Mas, de Mendoza, fundou a vinícola em 1992 e deu a ela o nome de sua mãe, Anita, que falecera alguns anos antes. Segundo ele, naquela época a história dos vinhos na Argentina se resumia a brancos e tintos, sem nome de uva, vendidos basicamente no mercado interno. A Finca La Anita foi pioneira na região de Agrelo, em Mendoza, e faz parte da historia da viticultura argentina. Sem filhos para dar continuidade ao seu trabalho, Manuel Mas decidiu vender a vinícola, que hoje pertence ao grupo suíço Origin Wines, que tem operações na Europa e na África do Sul.

A TDP Wines/Total Vinhos, que traz os vinhos da Finca La Anita para o Brasil, organizou um encontro virtual muito interessante para jornalistas de diferentes cidades do país, do qual tive o prazer de participar. 

A ideia era fazer uma viagem no tempo pela viticultura argentina. Tanto que as garrafinhas dos vinhos chegaram numa charmosa malinha, contendo algumas safras bem antigas e outras atuais.

Além de Manuel Mas, participaram do zoom o enólogo suíço Richard Bonvin (falando da Suíça), que se estabeleceu na Argentina em 2004, e Soledad Vargas, enóloga que falou diretamente dos vinhedos em Mendoza, além da equipe da TDP Wines, liderada pelo CEO Tiago Dal Pizzol. O evento virtual foi organizado pela Ch2a Comunicação.

Tivemos a oportunidade rara de provar vinhos antigos, que infelizmente não são mais comercializados. Um deles foi o Finca La Anita Tocai Friulano 2010, um branco delicioso, que eu adorei, com notas de mel e de frutas secas (que aparecem em brancos evoluídos). Os vinhedos foram plantados em 1950, mas a produção foi descontinuada por se tratar de um vinho difícil de vender, segundo Richard Bonvin. De qualquer forma, o nome não poderia ser usado, já que a Hungria detém o registro do Tocai Friulano.

Dois tintos antigos completaram a experiência: o Finca La Anita Malbec Gran Cosecha 2001, que mostrou como um bom Malbec pode envelhecer com elegância, e o Finca La Anita Linha Tonel 2000, um corte de 70% Syrah e 30% Malbec, que estava incrível.

Os vinhos que provamos e que estão disponíveis:

Finca La Anita Malbec 2018 – frutado, com notas de baunilha provenientes da madeira, é um vinho macio, com frescor agradável. Perfeito para carnes grelhadas. R$ 199,00

 

Finca La Anita Gran Corte 2018 – com 59% Syrah e 41% Malbec, é encorpado, com notas frutadas e de especiarias. Ideal para cordeiro e pratos da cozinha árabe à base de carnes. R$ 199,00

Finca La Anita Petit Verdot 2018 –com taninos bem marcados e boa estrutura, pode fazer uma boa combinação com carnes de sabor mais intenso, como a carne seca. R$ 199,00

Finca La Anita Varuá Blend 2017 – este corte de Merlot (40%), Syrah (40%) e Cabernet Sauvignon (10%) é suculento e delicioso. Pede pratos estruturados como ossobuco e carnes grelhadas ou cozidas. R$ 539,00

Os vinhos podem ser adquiridos na Total Vinhos, para consumidor final, e na TDP Wines, para pessoa jurídica.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *