Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Vinhos da Semana • 4 de novembro de 2019

Vinho & Comida

Vinhos Verdes para harmonizar com a cozinha impecável da chef Helena Rizzo, com pratos como a Moqueca do Maní. Dos deuses!

Sou fã dos Vinhos Verdes e acho que são excelentes para acompanhar pratos da cozinha brasileira, especialmente os que são preparados com peixes e frutos do mar. Além disso, são vinhos ideais para os dias mais quentes, pelo fato de serem frescos (a acidez marcante é uma das características desses vinhos) e terem baixo teor alcoólico. Participei de um almoço no restaurante Maní, com cardápio criado pela chef Helena Rizzo, que contemplava justamente os ingredientes do mar. A combinação foi perfeita.

Provamos quatro Vinhos Verdes, dois deles não disponíveis no Brasil. Começamos com um ceviche de caju, que leva, além da fruta, raspadinha de cajuína feita na casa e outros ingredientes como coentro e pimenta-dedo-de-moça. O primeiro vinho foi o Praça de S. Tiago Colheita Selecionada 2018, um corte de Loureiro (50%), Arinto (30%) e Trajadura (20%), uvas típicas da região. Com notas cítricas, é saboroso e agradável.

Como entrada, foi servida a surpreendente Sopa fria de jabuticaba, com lagostins cozidos no vapor de cachaça. O Quinta D’Amares Loureiro & Arinto Superior 2018, um dos meus vinhos favoritos pelo equilíbrio e frescor, ficou muito bom com este prato.

Com o prato principal, a apetitosa Moqueca do Maní, provamos dois vinhos: o Covela Edição Nacional Avesso 2017 (Winebrands), saboroso, frutado (frutas cítricas), com acidez equilibrada (R$ 232); e o Soalheiro Alvarinho 2018 (Mistral), o meu favorito entre os quatro. Suculento na boca, com bom corpo e frescor, ficou uma delícia com a moqueca (R$ 214 a safra 2017).

Uma deliciosa seleção de Vinhos Verdes, de estilos bastante diferentes


0 Comentários

Deixe o seu comentário!