Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

GastronomiaMinha Cozinha • 4 de setembro de 2019

Sardinha, a polêmica

Há os que amam e os que odeiam sardinha. Prática, deliciosa e saudável, ela é um dos meus pescados favoritos

Conheço muita gente que não come peixe com gosto de peixe. Sardinha, então, nem pensar! Rica em ômega-3, entre outros nutrientes, a sardinha tem preparo rápido, é super barata e pode ser feita de várias maneiras. Uma das minhas versões favoritas é a grelhada, como a da foto que abre este post: Sardinhas Portuguesas na Brasa da Taberna 474, servidas com bastante azeite e pão. Dos deuses!

Para o preparo no forno, pode-se incluir ervas, como coentro e tomilho (apenas uma delas, no final do cozimento e com cuidado, por serem muito predominantes). Cebolas sempre vão muito bem, assim como alho-poró e tomates.

A versão da foto acima foi feita com alho-poró (que estava muito novinho), tomates e azeite. Demorou menos de 20 minutos para ficar pronta! Pode ser servida com arroz, para uma refeição rápida, ou como entrada, acompanhada de pão.

Para fazer a sardinha frita, tempero com sal e pimenta-do-reino, passo na farinha de trigo, elimino o excesso e frito em óleo quente, colocando sobre toalha de papel para eliminar um pouco a gordura. Acompanho com limão e uma taça de Vinho Verde.

Em Portugal, costuma-se servir as sardinhas inteiras (são maiores do que as encontradas por aqui), com as vísceras, mas isso já é para os iniciados.

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!