Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

GastronomiaMinha Cozinha • 10 de maio de 2021

Sopa toscana

Ideal para os dias mais frios, a Ribollita é preparada com feijão branco, legumes, verduras e pão amanhecido. Uma delícia!

A chamada “cucina povera” italiana não tem nada de pobre para mim. É deliciosa e aproveita muitos ingredientes, que poderiam ser descartados. Um deles é o pão amanhecido, que pode ser usado em receitas como a Ribollita, uma sopa divina, e a Panzanella, salada feita com tomate e manjericão, combinados com anchovas, alcaparras, cebola, pimentão amarelo, pepino, azeite de oliva e vinagre de vinho tinto, que será assunto de um outro post. 

A Ribollita é uma sopa substanciosa, típica da Toscana, que leva feijão branco, legumes, verduras e pão amanhecido. O nome tem origem no fato de você ferver (bollire)  a sopa uma vez com os vegetais e depois adicionar o pão e ferver novamente. Assim, a sopa é “ribollita” (fervida duas vezes). Preparei a versão vegetariana, mas você pode acrescentar pancetta. Uma delícia para os dias mais frios. 

Ribollita

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de feijão branco
  • fatias de pão amanhecido (de preferência pão italiano)
  • algumas folhas de acelga, couve-manteiga e kale (cavolo nero)
  • 1 batata cortada em cubos pequeno
  • 1/2 cebola picada
  • 2 a 3 dentes de alho picados
  • 2 cenouras em cubos pequenos
  • 1 talo de salsão em cubos pequenos
  • 2 tomates maduros, sem pele e sem sementes, em cubos 
  • caldo de legumes
  • azeite de oliva
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

1. Deixe o feijão de molho durante 12 horas. Em seguida, escorra e cozinhe em bastante água com um ramo de alecrim até ficar macio (ou com uma folha de louro, se preferir). Separe uma parte do feijão e bata no processador com um pouco do caldo reservado. 
2. Em uma panela alta, aqueça um pouco de azeite (cerca de 2 colheres de sopa) e refogue a cebola, o alho, a cenoura, a batata e o salsão. Adicione um pouco de sal, misture e deixe tomar gosto. Junte os tomates e deixe refogar mais um pouco. Acrescente uma parte do caldo de feijão reservado e aquecido, tampe parcialmente a panela e deixe cozinhar por 15 a 20 minutos.
3. Quando os vegetais estiverem cozidos e macios, junte o creme de feijão e deixe no fogo por alguns minutos (se necessário, junte um pouco mais do caldo do feijão ou caldo de legumes caseiro aquecido). Acrescente os feijões inteiros, deixando no fogo por mais 5 minutos.
4. Acerte o sal e a pimenta-do-reino, adicione as folhas lavadas e rasgadas grosseiramente, cubra com a tampa e deixe cozinhar, adicionando o caldo de legumes aquecido, se necessário.
5. No momento de servir, toste as fatias de pão e distribua nos pratos fundos. Regue com um fio de azeite e complete com uma generosa concha de sopa aquecida. 


Na minha busca pela receita original, encontrei uma versão em que o pão amanhecido é colocado no fundo de outra panela e a sopa distribuída por cima, com camadas de pão e conchas de sopa. Depois, a sopa deveria ficar por duas horas descansando na geladeira. Cerca de  30 minutos antes de servir, você retiraria a sopa da geladeira e levaria ao fogo novamente para ferver (como expliquei acima, razão do nome Ribollita – fervida duas vezes).

Caso você queira preparar esta versão, é importante ter um caldo caseiro de legumes para adicionar à sopa (já que o pão absorve bastante o caldo) e acertar o sal e a pimenta-do-reino depois. Na hora de servir, é sempre gostoso juntar um fio de um bom azeite.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *