Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 21 de dezembro de 2021

Vinhos para celebrar

É hora de caprichar na seleção de vinhos e nas combinações para a temporada de festas. Selecionei alguns dos meus favoritos

O ano de 2021 me brindou com ótimos vinhos, tanto nas degustações virtuais quanto nas presenciais, que começaram a acontecer no segundo semestre. Algumas importadoras, como a Premium Wines, trouxeram muitas novidades da Espanha, da França e da Grécia, para citar algumas. Tive também o prazer de participar da Confraria do Adolar Hermann, presidente da importadora Decanter, que caprichou na seleção de rótulos.

As degustações virtuais, promovidas por produtores e importadores, permitiram que a gente provasse bastante coisa, de forma muito prática, sempre com explicações enriquecedoras. Participei ainda de uma degustação de Chenin Blanc (do Loire, França, e da África do Sul), feita pela Analu Torres e Xavier Meney, do Jardim dos Vinhos Vinhos, que foi muito interessante. Terminei o ano com uma belíssima aula de Chianti, sobre o qual falei no post anterior e que você pode conferir em Chianti, o vinho versátil.

A seguir, listo alguns dos vinhos que adorei provar em 2021:

Espumantespara receber os convidados ou para a hora do brinde


Amitié Cuvée Brut Rosé – um corte de Chardonnay (60%) e Pinot Noir, produzido na Serra Gaúcha, em edição limitada. Delícia de espumante, com boa fruta e frescor, perfeito para a hora do brinde e com as comidinhas que antecedem as ceias. Em torno de R$ 70,00 na Amitié.

Ferrari Extra Brut – a edição limitada Fórmula 1 deste delicioso espumante italiano está com preço especial na importadora Decanter – R$ 348,00 (ainda é caro, mas vale cada gota). O Ferrari é o espumante oficial do pódio da Fórmula 1 por 3 anos. 

Jerez – ótimo para aquela mesa que traz muitas preparações diferentes

Delgado Zuletta La Goya Manzanilla – novidade da Premium Wines, é fresco e delicioso, perfeito para acompanhar aperitivos.  – R$ 268,80

Brancos – ideais para esta época do ano
• Vinhas de Camarate Branco – combinando Arinto (55%) e Fernão Pires, é suculento, com certa salinidade. Ideal para frutos do mar e petiscos variados. R$ 121,00 – Todovino

Quinta do Ameal Loureiro – produzido na região dos Vinhos Verdes, é ótimo para acompanhar entradas e pratos à base de peixes e frutos do mar. Em torno de R$ 130,00  Qualimpor 

Mother Rock Force Celeste Chenin Blanc 2020 – um bom exemplo de Chenin da África do Sul, de produção orgânica e natural. Engarrafado sem filtração. – R$ 159,00 – Wines4U

• Nosso Verdejo Natural – produzido pela Bodega Menade, em Rueda, Espanha, é agradável, rico e longo na boca. Acompanha frutos do mar como lagosta, lagostim e vieiras. – R$ 187,00 Casa Del Vino 

• Lagar de Fornelos – Lagar de Cervera Albariño 2018 – da Galícia, Espanha, é um vinho muito agradável, com bom corpo, ótimo para acompanhar entradas ou pratos com frutos do mar. R$ 306,00 – Zahil

Cartuxa Colheita Branco 2019 – este corte de Antão Vaz e Arinto, do Alentejo, Portugal, é complexo, com frescor equilibrado, boa estrutura e longo na boca. Vai bem com peixes, frutos do mar e pratos com bacalhau. R$ 210, na Adega Alentejana

Estate Argyros Assyrtiko 2020 – de Santorini chega esta novidade da Premium Wines, produzido com a uva local Assyrtiko. Muito saboroso, com boa fruta e frescor, pode ser tomado sozinho ou com peixes e frutos do mar. R$ 564,00

Tintos – para os pratos de carnes e massas


Zanotto Sangiovese 2020 – produzido em Campos de Cima da Serra, RS, foi medalha de ouro na Decanter World Wine Awards. É um vinho jovem, sem passagem por madeira, bastante frutado, saboroso e com bom frescor. Ótimo para massas, pizzas e itens da charcutaria. Em torno de R$ 70,00 na Vinícola Campestre São Paulo

P. Fonseca Jazz 2019 – outra produção brasileira, que combina Malbec, Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc, com um resultado bastante harmonioso. R$ 92,00 no Vinhos P. Fonseca.

• Penedo Borges Cepas Cabernet Franc 2019 – produzido na Argentina, é frutado, com notas herbáceas e ótimo preço-qualidade. Acompanha bem aves assadas e itens da charcutaria. R$ 100,00

Domaine d’Aupilhac Lou Maset Rouge AOC Languedoc 2019 – de produção biodinâmica, combina 40% Cinsault, 30% Grenache, 10% Syrah, 10% Carignan e 10% Mourvèdre. Suculento, macio e fresco na boca, tem um significado especial para mim. Visitei a vinícola em fevereiro de 2020, pouco antes da pandemia, e adorei. R$ 323,52 na Premium Wines.

Lafou de Batea Terra Alta 2015 – produzido na Cataluña, Espanha, é um belíssimo vinho, com frescor, taninos e tudo o que precisa ter. Apesar de ser o mais caro da lista, vale muito a pena. R$ 901,00 na Decanter.

Porto – perfeito sozinho, para a sobremesa ou acompanhado de queijos

• Quinta do Infantado Porto 10 Anos – não é novidade, mas é um Porto que eu amo. Recentemente, o produtor mudou o rótulo deste vinho, que tem equilíbrio perfeito entre doçura e frescor (não é um vinho muito doce, o que faz dele um dos meus favoritos). Ideal para tortas de frutas secas, como amêndoas, além de panetone, ambos muito presentes nas festas de fim de ano. – R$ 606,72 na Premium Wines.

Desejo a todos os meus leitores um excelente 2022, com muitos motivos para brindar!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *