Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 31 de março de 2021

Italianos Top

Vinhos com Due e Tre Bicchieri do Gambero Rosso, de diferentes regiões, marcaram o lançamento da Confraria Adolar Hermann

Acostumados com eventos quase diários promovidos pelas importadores e produtores de vinho, os jornalistas do setor têm sentido falta do agito de taças nestes tempos de pandemia. Assim, foi uma alegria participar do evento virtual, com vários amigos jornalistas, promovido pela importadora Decanter. Muito bem organizado pela Alessandra Casolato (Ch2a Comunicação), o zoom teve a participação do sommelier da casa, Tiago Locatelli, e do proprietário da importadora, Adolar Hermann, que anunciou a criação da sua confraria. Num primeiro momento, será apenas para profissionais, como uma forma de reunir as pessoas e trocar impressões.

Para o primeiro encontro, o tema escolhido foi Vinhos Italianos com Due e Tre Bicchiere do guia Gambero Rosso, com uma seleção que contemplou diferentes regiões da Itália e que compartilho com vocês. Começamos com o Lambrusco Concerto, mas vou falar dele separadamente.

• Umani Ronchi Verdicchio dei Castelli di Jesi Classico Superiore Casal di Serra 2019 – a vinícola foi fundada em 1957 e tem vinhedos em Abruzzo e em Castelli di Jesi (Marche), com produção orgânica. Um Verdicchio suculento, com notas cítricas e longo na boca. R$ 193,80

• Arpepe Rosso di Valtellina 2015 – aqui, Tiago Locatelli mostrou imagens da região de Valtellina, uma das mais caras do mundo para o cultivo de uvas, dadas as condições extremas. Tudo precisa ser feito manualmente. Produzido com Chiavennasca (nome da Nebbiolo na região), é delicado, fresco e delicioso. R$ 402,60

• Tenuta Castelbuono Ziggurat Montefalco Rosso 2016 – este vinho da Umbria traz um corte de Sangiovese (70%) e Sagrantino (15%), além de Cabernet Sauvignon e Merlot. Mais rústico, com taninos bem presentes e bom frescor, é um vinho que pede comida. R$ 197,30

• Rocca delle Macìe – Chianti Classico Gran Selezione Riserva di Fizzano 2013 – este é um Chianti Classico top, cuja produção e envelhecimento somam 36 meses. De estilo moderno, é um vinho macio e frutado no paladar. R$ 416,40

• Feudo Maccari Nero d’Avola Saia 2016 – produzido na Sicília, traz a sensação de frutas maceradas, equilibradas pelo grande frescor. R$ 342,70

Meus favoritos? Todos estavam deliciosos e têm seu momento, mas gostei muito do Verdicchio, da Umami Ronchi, e do Rosso di Valtellina, da Arpepe.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *