Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

NovidadesVinhos e etc • 24 de novembro de 2021

Quinta de Camarate

Acabam de chegar ao país os vinhos dessa vinícola localizada em Azeitão, que faz parte do grupo José Maria da Fonseca

O grupo José Maria da Fonseca é bastante conhecido no Brasil pelo Periquita, que é a marca de vinhos mais antiga de Portugal. A Quinta de Camarate, localizada em Azeitão (do famoso queijo), faz parte do grupo e os vinhos acabam de chegar ao Brasil pela Interfood. Durante um zoom do qual participei, o vice-presidente do grupo, António Soares Franco (da 7ª geração da família), apresentou estes e outros lançamentos.

Fundado em 1834, o grupo José Maria da Fonseca produz vinhos em várias regiões de Portugal, como Península de Setúbal (amo os Moscatéis), Alentejo, Vinhos Verdes e Douro, totalizando mais de 30 marcas. Provei os seguintes vinhos da Quinta de Camarate, com brancos bem interessantes:

• João Pires – bastante aromático, tem notas florais e cítricas, características da uva Moscatel de Setúbal. É um branco meio seco, frutado e delicado – R$ 122,00

• Vinhas de Camarate Branco – combinando Arinto (55%) e Fernão Pires, é suculento, com certa salinidade. Ideal para frutos do mar e aperitivos. R$ 121,00

Quinta de Camarate Branco – este vinho combina Alvarinho (72%) e Verdelho. Com aromas vegetais, que se repetem no paladar, é um vinho bem fresco, de corpo médio. R$ 155,00

• Quinta de Camarate Branco Doce – segundo António Soares Franco, este vinho é um sucesso em Portugal. Acredito que deve repetir o sucesso por aqui também. Doce, mas não muito, e delicado, tem bom frescor e pode ser uma boa opção para pratos da cozinha asiática. Em seu corte entram Loureiro (91%) e Alvarinho. R$ 155,00

Vinhas de Camarate Tinto – aromático, frutado, com taninos presentes, é um vinho bem gostoso, resultado do corte de Castelão, Trincadeira e Touriga Nacional. R$ 121,00

Quinta de Camarate Tinto – este corte de Touriga Nacional (predominante), Castelão, Aragonês e Cabernet Sauvignon (5%) tem notas vegetais e taninos bem presentes. R$ 155,00

O enólogo do grupo, Domingos Soares Franco, que em 2020 fez sua 40ª colheita

Além dessas novidades, foram apresentados o Periquita Clássico 2014 (R$ 463), produzido com a uva Castelão de vinhas antigas, um vinho rústico, suculento e muito gostoso; e o Periquita Superyor (R$ 765), de estilo moderno, que além da Castelão (96%) leva Cabernet Sauvignon (2%) e Tinta Francisca (2%). 

Consulte o site da TodoVino, e-commerce da importadora, que pode ter preços promocionais, dependendo da época.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *