Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 28 de julho de 2021

Malbecs Top

Argentina de Norte a Sul foi o tema da 3ª edição da Confraria Adolar Hermann, com uma seleção de Malbecs de edição limitada

Os vinhos da Argentina marcaram o início da Decanter, como comentou Adolar Hermann, fundador e presidente da importadora na abertura do terceiro encontro da confraria que leva seu nome.

Destinada a jornalistas e especialistas do setor de vinhos, esta edição teve como tema a uva ícone daquele país, a Malbec. “São vinhos para momentos especiais, com os quais trabalhamos há muito tempo e que têm uma história”, comentou ele. Entre eles estava um rótulo do produtor Luigi Bosca, a primeira vinícola a figurar no portfólio da importadora, há mais de 20 anos. 

O sommelier Tiago Locatelli conduziu de forma impecável toda a degustação, que teve a organização da Ch2a Comunicação, da Alessandra Casolato. A seguir, compartilho com vocês os vinhos que provamos, que têm em comum o fato de serem produzidos com uvas de vinhedos de altas altitudes e de terem produção limitada, entre outros diferenciais. São vinhos caros, mas que valem muito a experiência (para quem valoriza um bom vinho, não importa o valor).

Bemberg La Linterna Malbec Gualtallary 2013 – este rótulo faz parte do projeto particular da família Bemberg, de origem alemã, proprietária da Peñaflor (maior grupo vinícola da Argentina), que conta com o renomado enólogo Daniel Py (ex-Trapiche).  De produção limitada, este vinho é produzido com uvas das melhores parcelas de vinhedos a 1.210 metros de altitude. Foi um dos meus favoritos, pela elegância. R$ 862,90

Luigi Bosca Los Nobles Malbec e Petit Verdot 2018 – orgânico e biodinâmico, produzido com vinhas de 90 anos de idade. Frutado, macio, com notas de ervas secas, concentrado e com o dulçor característico da Malbec. R$ 568,10

Viña Alicia Brote Negro Malbec 2013 – orgânico e biodinâmico, é produzido a partir de videiras de 130 a 150 anos. Um Malbec diferente, com frescor agradável e grande complexidade. Foi meu segundo favorito. R$ 667,20

Las Moras Finca Pedernal Sagrado 2014 – a vinícola pertence à Peñaflor e também conta com a experiência de Daniel Py em sua elaboração. De produção orgânica, é um vinho austero, com frescor agradável e taninos bem presentes. R$ 614,00

Colomé Malbec Altura Máxima 2015 – este vinho é produzido pela vinícola mais antiga da Argentina, a Colomé, fundada em 1831. As uvas provêm de vinhedos localizados em Salta, a mais de 3 mil metros, que estão entre os mais altos do mundo. Os produtores adotam a biodinâmica na produção dos seus vinhos. Mostrando uma evolução gostosa de apreciar, com notas de especiarias doces, foi um dos destaques do painel. R$ 1.494,00


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *