Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 5 de abril de 2019

Louis Jadot

Tradicional produtor da Borgonha, a Maison Louis Jadot elabora vinhos de diferentes estilos em diferentes parcelas da região

A Borgonha é uma região fascinante, uma colcha de retalhos com pequenas e diferentes parcelas de vinhedos e muitos produtores, onde reinam as uvas Chardonnay e Pinot Noir. Além disso, inclui Chablis (Chardonnay) e Beaujolais (Gamay). A Maison Louis Jadot, fundada em 1859, produz vinhos com uvas de diferentes parcelas, incluindo Premiers Crus e Grands Crus, o que faz o seu portfólio ser interessante e abrangente.

Participei de um almoço delicioso no Terraço Itália, a convite da Interfood, importadora que há dois anos traz seus vinhos, com a presença do francês Nicolas Dupuis, representando a maison. Foi uma bela viagem pelos sabores da Borgonha, região que está entre as minhas favoritas. Os vinhos são caros (são caros na origem, além dos altos impostos do Brasil), porque são muito valorizados, a região sofre com os problemas climáticos e a produção não é grande.

Provamos os seguintes vinhos:

Louis Jadot Couvent des Jacobin Bourgogne Chardonnay 2016 – R$ 213,90 – um vinho bastante agradável, de preço atraente para a região.

• Louis Jadot Chassagne-Montrache Premier Cru Morgeot Domaine Duc de Magenta 2015 – R$ 1.112,90 – esta propriedade foi adquirida pela Louis Jadot, mas o nome foi mantido por sua importância histórica. O antigo proprietário, Patrice de Mac-Mahon (1808-1893), recebeu o título de duque de Magenta por uma batalha vencida nesse local, além de ter sido presidente da França. O vinho? Mineral, fresco e delicioso!

• Louis Jadot Moulin-À-Vent Château des Jacques 2013 – R$ 247,90 – Moulin-À-Vent é um dos crus de Beaujolais. Delicioso e bem versátil à mesa.

• Louis Jadot Pommard 2013 – R$ 677,90 – um pouco mais estruturado, o que é característico da região de Pommard, como comentou Nicolas Dupuis.

• Louis Jadot Beaune 1er Cru Clos des Ursules 2011 – R$ 956,90 – este é um monopole, como são chamados os vinhedos de um único proprietário. Muito elegante e saboroso.

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!