Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

NovidadesVinhos e etc • 17 de setembro de 2020

Descorchados 2020

No lançamento do Guia Descorchados, a primeira degustação presencial destes novos tempos, combinada com participações virtuais

A vida mudou para todos. Como jornalista de vinho e gastronomia, eu tinha uma agenda lotada de eventos, almoços, jantares, degustações de vinhos. Embora cansativas, eram atividades que me davam prazer, além de me manterem informada. Na última terça-feira, matei a saudade ao participar de uma degustação presencial no lançamento do Guia Descorchados 2020.

Fiquei impressionada com a organização, com todos seguindo rigorosamente os horários. Tudo foi feito com bastante segurança, com cuspideiras individuais e distanciamento entre as mesas, também individuais. 

O chileno Patrício Tapia coordenou as degustações do Chile, transmitidas por um telão para os poucos participantes da degustação (20 por dia). Da mesma forma, os produtores dos vinhos destacados no guia faziam os comentários a partir do seu país de origem, enquanto provávamos. Foram 19 vinhos, a maioria deles do Chile, e poucos brancos, na minha opinião. Christian Burgos, CEO e publisher da Inner, e Eduardo Milan, editor de vinhos da revista Adega, conduziram as degustações presenciais.

Dos vinhos que provei, gostaria de destacar os seguintes:

• Salton Évidence Brut – um corte de Pinot Noir e Chardonnay, feito pelo método tradicional (o mesmo do champanhe), muito gostoso e complexo.

Estampa Del Viento Sauvignon Blanc 2018 – de Paredones, no Chile, tem bom frescor e certa salinidade na boca.

Ventisquero Tara Pinot Noir 2017 – do vale de Huasco, no Atacama, Chile, é um vinho delicioso, elegante e fresco. Cantu Importadora

Cono Sur Ocio 2017 – de Casablanca, Chile, é um Pinot Noir incrível, embora caro (assim como o Pinot anterior). World Wine

Zuccardi Concreto Malbec 2018 – do vale do Uco, Argentina, este um dos melhores Malbecs que já provei. Com boa estrutura e frescor, é um vinho surpreendente. Gran Cru

Sobre o Guia Descorchados 2020
São mais de 1.000 páginas, com notas e comentários de Patricio Tapia, idealizador e organizador do guia, acompanhado por Eduardo Milan, reunindo informações e vinhos de vinícolas argentinas, chilenas, uruguaias e brasileiras. Gosto das informações sobre as regiões e das revelações de vinícolas, enólogos e vinhos. Embora eu não seja muito ligada em pontuações, o guia tem o mérito de reunir muitas vinícolas da América do Sul. A versão em e-book custa em torno de R$ 53 e a impressa, cerca de R$ 130.

Foto: Solange Souza


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *