Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasGastronomia • 14 de julho de 2021

Costelinha e Canjiquinha

Esta combinação deliciosa fica ainda melhor acompanhada de um bom vinho. Confira a receita e as sugestões de branco e tinto

Alguns sabores ficam associados aos lugares, como é o caso desta costelinha com canjiquinha, que para mim é a cara da nossa casa de campo em Minas, nos dias mais frios, ao som de Beto Guedes. Quem prepara é a Patricia, uma cozinheira mineira de mão cheia, que está sempre de bom humor, ajudando quando é a gente que vai preparar algum prato ou fazendo essas delícias que ela me ensinou e que compartilho com vocês. 

Para completar, decidimos ver se o prato ficaria melhor com um branco ou com um tinto. Como a carne de porco é delicada, um branco com boa estrutura e frescor cai muito bem. No caso do tinto, o melhor é optar pelos mais frutados e menos tânicos. 

Costelinha com Canjiquinha

Ingredientes

  • 1 kg de costelinha comum (não use a premium)
  • 2 a 3 xícaras (chá) de canjiquinha
  • óleo
  • 1 cebola pequena picada 
  • 1 tomate bem maduro
  • 1 a 2 folhas de louro
  • algumas folhas de agrião (opcional)
  • cebolinha verde picada
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

1. Tempere a costelinha com sal e pimenta-do-reino e deixe tomar gosto por alguns minutos.
2. Lave a canjiquinha, escorra e coloque numa panela com água e uma pitada de sal para cozinhar. 
3. Em uma frigideira, coloque um pouco de óleo e doure as costelinhas de todos os lados. Em seguida, escorra o excesso de óleo, junte a cebola e refogue. Adicione um pouco de água quente e deixe cozinhar, mas não muito.
4. Na panela com a canjiquinha, junte o tomate picado grosseiramente (sua função é dar cor ao prato) e o louro. Por fim, adicione a costelinha com o caldo do cozimento. Deixe no fogo por mais alguns minutos, até que a costelinha esteja bem macia.
5. No final do cozimento, acrescente as folhas de agrião. Acerte o sal e a pimenta-do-reino e adicione a cebolinha picada. Sirva a seguir.

Na hora de escolher os vinhos, fizemos uma experiência com um Chablis e um Rioja, ambos excepcionais. Minha sugestão é que você escolha vinhos como Chardonnay, Encruzado (do Dão) ou Bairrada branco. Se optar pelo tinto, um Tempranillo vai cair muito bem.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *