Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Viagens • 20 de julho de 2022

Descubra Valência

Da moderna Cidade das Artes e das Ciências às atrações da parte antiga da cidade, Valência, na Espanha, é puro encantamento

Estive em Valência por três vezes, sendo a mais recente em maio deste ano. Minha primeira experiência durou apenas um dia, quando eu fazia um cruzeiro com meu marido, saindo de Lisboa para Barcelona. Fiquei encantada com a cidade, de um tamanho perfeito para visitar, ensolarada, cheia de história, com ótima gastronomia e vinhos muito bons.

Imagens do centro histórico de Valência: arquitetura belíssima

A segunda vez foi em janeiro de 2019, quando passei três dias com minha filha e percorremos com calma alguns dos lugares que já conhecia. O inverno estava bem ameno, com dias lindos de sol.

Detalhe da Lonja de la Seda, edifício gótico do século XV

Optamos por ficar na parte antiga da cidade, onde é possível visitar a pé a maioria das atrações, como o mercado central e todo o centro histórico, com destaque para Lonja de la Seda (Bolsa de Seda), um edifício gótico maravilhoso construído no século XV.

Ficamos hospedadas no Vinci Lys, um hotel super simpático, confortável e muito bem localizado (fiquei lá também com meu marido na minha terceira visita, em maio deste ano). 

As modernas instalações da Cidade das Ciências e das Artes 

Caminhando pela cidade, é possível observar a arquitetura e seus contrastes: da parte antiga às instalações futuristas da Cidade das Ciências e das Artes, projetada pelo arquiteto Santiago Calatrava (autor do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro). Nesse conjunto de edifícios, visitei o aquário, um passeio muito gostoso para adultos e crianças.

Entrada do mercado central de Valência

Uma ida ao mercado central é perfeita para conhecer as riquezas da gastronomia, de peixes e frutos do mar às carnes curadas e embutidos, além de legumes, frutas típicas e temperos. É possível ainda comer por lá e a arquitetura é incrível. 

Detalhe do teto do mercado de Valência

As cores e os aromas dos produtos vendidos no mercado enchem os olhos e aguçam o apetite de quem ama comer e cozinhar, mas no caso do mercado de Valência, olhe para cima também. A arquitetura modernista é riquíssima e cheia de detalhes, que ganham ainda mais beleza com a luz que entra por diversos pontos.

Caminhar pelo calçadão na região do porto de Valência é um ótimo programa

A gastronomia é rica, oferecendo cozinha de vanguarda e preparações tradicionais, como a imperdível paella valenciana que pode ser apreciada em restaurantes à beira mar. 

A cozinha moderna do Llisa Negra

Na minha terceira visita, jantei no Llisa Negra, restaurante que leva a assinatura do chef Quique Dacosta, a poucos metros do hotel Vinci Lys. O lugar é charmoso, a cozinha é deliciosa e a carta de vinhos é bem atraente.

Pátio de Los Laranjos, na Lonja de la Seda

No inverno, laranjeiras carregadas enfeitam ainda mais a cidade, mas as laranjas não são comestíveis. Melhor aproveitar as que são servidas no café da manhã. Falando nisso, adoro o costume espanhol de servir pan tomate logo na primeira refeição. A preparação é feita com tomate cru e maduro, que é esfregado sobre a fatia de pão tostada (antes, esfrega-se um dente de alho sobre o pão), regando depois com um fio de azeite e flor de sal. Nos hotéis, o tomate já está pronto para ser colocado sobre o pão. Uma delícia que aproveito todos os dias.

Garrafas de água com design espanhol: puro luxo!

A região produz ainda vinhos muito bons, entre brancos, tintos e espumantes. Vários produtores têm recuperado vinhedos antigos, valorizando as uvas locais. Para acompanhar seu vinho, peça uma garrafa de água mineral e você terá sempre uma surpresa: as garrafas de água na Espanha são lindas!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *