Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 5 de agosto de 2016

Vinhos chilenos

Você prefere vinhos com fruta mais madura ou os mais frescos? Entre os produzidos no Chile, existem as duas opções

winesofchile

De modo geral, os lugares mais frios são os melhores para as uvas brancas e para a tinta Pinot Noir e geram vinhos mais frescos, com mais acidez (que faz a gente salivar). No caso dos brancos, aparecem aromas de frutas cítricas; nos tintos, frutas vermelhas frescas, como morango e framboesa. Vinhos produzidos em lugares mais quentes tendem a ter mais fruta madura, são mais alcoólicos e às vezes apresentam uma certa doçura, mas depende muito das mãos do enólogo. Preferir um tipo ou outro é uma questão de gosto.

A cada edição anual do “Wines of Chile”, os organizadores escolhem um tema para a degustação principal, que reúne jornalistas e profissionais da área. Nesta sexta edição, o tema foi “Vinhos de Clima Frio”, com rótulos bem interessantes.  Aqui estão meus favoritos:

Brancos

  • Montes Outer Limits Sauvignon Blanc 2016 (Mistral) – um vinho bem expressivo, com aromas de maracujá, notas herbáceas e cítricas. Na boca, é fresco e bem gostoso. Ótimo para peixes fritos (manjubinha), frutos do mar e ceviche.
  • Emiliana Signos de Origen La Vinilla 2014 (La Pastina) – esse corte de Chardonnay (68%), Roussane (12%), Marsanne (11%) e Viognier (9%) é bem interessante. Indicado para peixes e frutos do mar, como polvo grelhado.

Tintos

  • Morandé Creole Cinsault 2014 (Grand Cru) – este é um vinho para quem busca algo leve e fácil de beber, bom para acompanhar uma refeição. Embora tenha 14 °C de álcool, não se percebe na boca.
  • Siegel Single Vineyard Carmenère 2014 (Taha Vinhos) – esta não é minha uva favorita, mas fico feliz quando encontro um Carmenère que me agrade. É o caso deste, que tem aromas frutados, com notas suaves de canela. Na boca, é suculento e prazeroso. Indicado para carnes vermelhas, empanadas e pratos picantes.
  • Santa Rita Casa Real Cabernet Sauvignon 2011 (Winebrands) – sempre que provo este vinho ele fica entre meus favoritos. Elegância, equilíbrio e muito prazer a cada gole.
  • Cono Sur Silencio 2011 (World Wine)– esse é um exemplo de um belo Cabernet Sauvignon chileno. Apesar de ser um vinho delicioso, é bastante caro (R$ 1.210). Se o bolso não permitir, recomendo os vinhos mais simples (e mais acessíveis) da Cono Sur, que são muito bons!

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!