Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasGastronomia • 3 de agosto de 2017

Vermelho no forno

Da compra ao preparo, algumas dicas simples podem garantir o bom resultado do prato, como este vermelho com camarões no forno 

Passei alguns dias na casa de amigos em Nova Viçosa, sul da Bahia, e um dos lugares de que mais gostei foi o porto, onde chegam os barcos de pescadores e onde fica a peixaria. Os coitados estavam sofrendo com o vento sul, que não dava trégua há dois meses.

Nova Viçosa é a terra dos camarões e nos esbaldamos com os brancos, deliciosos e de textura mais delicada. Num dos dias, resolvemos preparar no forno um vermelho recheado de camarões (neste caso, os rosas de tamanho menor). Lá, aprendi um truque bem legal: colocar algumas gotinhas de limão nos camarões antes de rechear o peixe, para que não fiquem borrachudos. A textura fica diferente de quando a gente frita ou grelha, mas o camarão fica macio e bem gostoso.

– quando compro camarão, escolho o rosa, que é bem saboroso (nunca o cinza, de cativeiro, que não tem gosto). E fico de olho na época para não pagar um absurdo;

– mesmo que estejam limpos, sempre dou uma checada se não sobrou nenhum fio preto no dorso. Lavo e deixo escorrer bem antes de temperar;

– na hora de preparar, não se deve cozinhar muito. Quando ele muda de cor, é só deixar mais uns minutinhos. Se o camarão for entrar numa moqueca ou peixada, coloque-o por último;

– quando preparo peixe no forno, faço cortes na superfície para deixar entrar o tempero; na barriga do peixe sem as vísceras, claro, coloco alguns ramos de ervas frescas. Gosto de vermelho, pargo, namorado, robalo, garoupa;

– o peixe pode ser assado com tomates, cebolas, alho-poró ou legumes, distribuídos na mesma assadeira. No caso do alho-poró, você pode colocar um pouco no recheio ou por cima do peixe;

– para o acompanhamento, sirvo alguma coisa neutra, como um arroz branco ou cuscuz, que vai ajudar a carregar o molho do peixe assado.

Bom apetite!

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!