Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 10 de maio de 2017

Sauvignon Blanc Day

Para celebrar o dia internacional da Sauvignon Blanc, nada como os vinhos da Nova Zelândia, país onde essa uva é a estrela 

A Nova Zelândia faz muita festa no dia internacional da Sauvignon Blanc e não é para menos. Essa uva representa 58% da área plantada e foi responsável pela projeção do país no mercado mundial de vinhos, no início dos anos 1990.

No Brasil, a segunda edição do Sauvignon Blanc Day aconteceu na última quinta-feira na residência da embaixadora da Nova Zelândia no país, Caroline Bilkey. Na ensolarada tarde em Brasília, o crítico de vinhos Jorge Lucki falou sobre o Sauvignon Blanc da Nova Zelândia e seus diferentes estilos, durante uma concorrida palestra.

De origem francesa (Vale do Loire ou Bordeaux, há controvérsias), a Sauvignon Blanc gera vinhos elegantes e de guarda nas denominações de Sancerre e Pouilly-Fumé, no Vale do Loire; em Bordeaux, é usada normalmente em conjunto com a Sémillon, o que resulta em vinhos mais complexos. Embora seja bastante difundida em outros países, como Itália e Chile, em nenhum outro local ganhou o destaque da Nova Zelândia, especialmente na região de Marlborough, com vinhos exuberantes e frescos. A primeira importadora a trazer uma ampla variedade de vinhos da Nova Zelândia para o Brasil foi a Premium Wines,em 1999, e conta hoje com 13 produtores de diferentes regiões desse país.

Os vinhos degustados no evento mostraram estilos bem diferentes, o que depende da região e do produtor. São vinhos ótimos para acompanhar frutos do mar, peixes, saladas, aperitivos, queijos de cabra e cozinha thai (no caso dos que têm mais doçura).

• Brancott Estate Sauvignon Blanc 2013 – bastante aromático, com boa acidez e leve doçura (Casa Flora)

• Wild Rock Infamous Goose Sauvignon Blanc 2014 – aromático e mais mineral (Decanter)

• Oyster Bay Sauvignon Blanc 2013 – um dos meus favoritos, é um vinho fresco e bem gostoso (Vinci)

• Sileni Cellar Selection Sauvignon Blanc 2015 – com notas mais cítricas, é um vinho agradável (Mistral)

• Hunter’s Sauvignon Blanc 2014 – fresco e saboroso, foi o meu preferido (Premium Wines)

• Clearview Reserve 2011 – elaborado no estilo de Bordeaux, com Sémillon, é um vinho mais complexo (Premium Wines)

Nas fotos, Jorge Lucki, Orlando Rodrigues (sócio da Premium Wines) e Caroline Bilkey (embaixadora da Nova Zelândia no Brasil)


0 Comentários

Deixe o seu comentário!