Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Viagens • 29 de junho de 2016

Rio exclusivo

No Grand Hyatt Rio de Janeiro o luxo é traduzido na experiência que esse cinco estrelas proporciona e em sua localização única

A chegada ao apartamento, onde fiquei hospedada por dois dias, foi uma surpresa. Esperava (talvez…) ter vista para o mar, mas tinha também para a lagoa! Um dos melhores pontos do hotel, que tem 436 apartamentos (incluindo 43 suítes, uma suíte Penthouse e duas suítes presidenciais), todos com varanda, com vista para o mar ou para a belíssima lagoa de Marapendi. Inaugurado em março deste ano, o Grand Hyatt Rio é um resort urbano, que fica em uma reserva florestal, onde você pode desfrutar de todas as mordomias de um cinco estrelas, com spa, academia, piscina, serviço de praia, três opções de restaurante, e ter acesso a praias limpas e o melhor da natureza.

Como “minha praia” é gastronomia, a primeira coisa que fiz foi conhecer a cozinha do Cantô, o restaurante mais descontraído do hotel. Escolhi o Picadinho Carioca, preparado na cerveja preta, servido com arroz, feijão preto, farofa e banana, que estava uma delícia. Amei o ovo frito de gema amarela, como eu gosto, servido por cima do picadinho. Provei ainda o peixe do dia, com abobrinha e palmito pupunha em lascas finas, com um molho delicado, que estava bem saboroso. De sobremesa, pudim de leite com uma inusitada calda de açaí.
O jantar no Tano, o restaurante italiano do hotel, revelou uma cozinha focada em ingredientes frescos, como a salada de rúcula crocante, com pera, nozes e queijo de cabra. As massas são preparadas na própria casa e incluem opções como o Trofie ao Pesto, massa curta torcida à mão. Os doces, que ficam numa ilha dentro do restaurante, e os sorvetes também são feitos lá.

O ponto alto da minha experiência gastronômica foi o jantar no Shiso, onde a chef Miriam Moriyama, que trabalhou por cinco anos no Grand Hyatt de Santiago, no Chile, pratica uma cozinha delicada, moderna e muito bem feita. Optamos pelo menu degustação de 4 tempos, com harmonização de saquês, que foi maravilhoso. Amei a Vieira com Ponzu, assim como o Bentô, uma caixinha de madeira (uma espécie de ‘marmita’ japonesa) que acondicionava sushis e sashimis. No menu de 7 tempos os peixes crus são servidos sobre uma pedra de sal rosa do Himalaia. Para acompanhar o wagyu (carne bovina originária do Japão), foi servido um dashi (caldo super rico) com guioza e ovo, muito reconfortante. O delicado sorvete de chá verde, com frutas vermelhas encerrou a refeição.

A decoração clean, em tons claros de cinza e areia, valoriza a natureza privilegiada do local e dá um toque informal

Outro destaque do Grand Hyatt Rio é o espaço Grand Club, que oferece uma vista espetacular do mar ou da lagoa, de onde se pode ver o por do sol – um dos cartões postais do hotel. Passei por lá algumas vezes para o café da manhã e para provar a caipirinha super bem feita, um dos drinques servidos para a happy-hour. Além de petiscos, a cada dia é servido um prato quente de um dos restaurantes do hotel. A equipe super simpática faz você se sentir em casa!

Sequência de fotos: Vista da piscina (Tadeu Brunelli), Vista da Suíte 2 (Tadeu Brunelli), Vista do meu quarto (Solange Souza), Vista do Grand Club (Tadeu Brunelli), Ambiente do Cantô (Alessandro Mendes), Picadinho Carioca (Tadeu Brunelli), Shiso Sal do Himalaia (Tadeu Brunelli), Ambiente do Tano (Tadeu Brunelli).


0 Comentários

Deixe o seu comentário!