Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Colunistas • 19 de abril de 2017

Restaurante Taizan

Conheça a história dessa casa chinesa, de família japonesa, e a receita número 35 do delicioso cardápio – Chef Carlos Ribeiro

Taizan

Nas mesclas de cozinha da cidade de São Paulo, uma das mais populares foi a chinesa, que durante muito tempo teve seu apogeu em restaurantes tradicionais, grandes, com mesas que giravam em torno das famílias, que se sentavam para saborear em grupo o enorme cardápio. Hoje, essas casas estão um pouco esquecidas e a cozinha chinesa quase se resume ao “ligue e peça pelo telefone”.

No entanto, alguns deles sobreviveram, como é o caso do Taizan, que celebra 47 anos de sucesso (o nome do restaurante quer dizer ‘montanha muito alta, onde os chineses faziam peregrinação em busca de atingir seus objetivos e seu sucesso’). Sua história começa com o Sr. Kaoru Yusa (in memorian), japonês que desembarcou em São Paulo e teve seu primeiro trabalho no extinto restaurante Sino Brasileiro, onde ficou por 15 longos anos. Depois disso, ele abre o Taizan, na rua São Joaquim com Galvão Bueno, com a esposa Fumiyo Yusa, e lá começam em uma portinha com 30 cadeiras. “Eu era garçonete, faxineira, caixa, era tudo! Começamos sem nenhum tostão no bolso, só com dívidas, mas pagamos tudo e hoje o local é nosso”, conta ela, com um sorriso de boas lembranças e saudades daquele tempo. Que lindo poder ouvir isso de uma pessoa que ainda trabalha, aos 77 anos de idade, e com a mesma disposição de sempre! E ela faz questão de cumprimentar os clientes mesa por mesa, já que muitos deles ela conhece de fato e conversam como velhos compadres.

Voltando à história, eles permanecem por três anos nesse endereço e mudam, depois, para o local onde até hoje está o restaurante, na Galvão Bueno, 554. Já fui muito lá e já falei do Taizan para várias pessoas, que também ficaram fãs. É um desses lugares que fazem parte da memória afetiva de muitos paulistanos e de pessoas que vêm de outras cidades e estados do Brasil. Hoje, o restaurante é comandado por dona Fumiyo Yusa, que conta também com o apoio de  suas duas filhas, Marcia Yusa e Elisa Yusa.

Além da rica cozinha e do tamanho do lugar, que é muito grande, outras tradições permanecem: mâitre e garçons uniformizados, sala de espera sempre bem cuidada, com arranjos de flores naturais, refrigerantes em garrafinhas, banheiros impecáveis (esse é um dos xodós de Dona Fumiyo). No fim da refeição, as famosas balinhas que ficam na porta de saída, onde geralmente a dona Fumiyo está, não comendo as balinhas, mas esperando os clientes para agradecer. E todo mundo faz a festa com essas balinhas, que também fazem parte dos mimos da casa.

Geralmente, os cardápios de restaurantes chineses são muito extensos – no Taizan são mais de 100, incluindo as sobremesas – e os pratos, em sua maioria, são comandados pelo garçom por número. A receita de hoje é a de número 35, o Lombo Suíno com Alho, que era a favorita do nosso chef Sr. Kaouro Yusa e hoje é a preferida de Marcia Yusa.

Hoje, como não poderia ser diferente, dedico esta coluna à família Yusa e a toda a brigada do Taizan.

Restaurante Taizan
Rua Galvão Bueno, 554 – Liberdade, São Paulo – SP
(11) 3277-8550
Delivery (11) 3277 4073 – cardápio no site

Lombo com Alho

Ingredientes

  • 500 g de lombo
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pimentão verde
  • 4 ramos de salsão

Molho

  • 6 colheres (sopa) de molho shoyu
  • sal a gosto
  • 2 dentes de alho picados
  • amido de milho
  • caldo de frango (cozinhe a carcaça do frango e use apenas a água do cozimento)
  • óleo

1. Corte o lombo, o salsão e os pimentões em tiras de cerca de 2,5 cm. Misture os pedaços de lombo com o amido de milho e mergulhe-os em óleo quente, até que cozinhem por dentro. Retire e reserve.
2. No mesmo óleo, frite os legumes (ao dente). Retire e reserve.
3. Em outra panela, coloque um fio de óleo e frite o alho picado. Em seguida, coloque o shoyu, o sal e o caldo de galinha. Para engrossar, dissolva um pouco de amido de milho na água e coloque na panela. Assim que levantar fervura, coloque todos os ingredientes, misture e sirva.

carlosribeiro

Na Cozinha Restaurante e Escola de Culinária
Rua Haddock Lobo, 955 – Jardins
Telefones: (11) 3063-5377 e 3063-5374


2 Comentários

  1. MARCIO DE JESUS DONDA disse:

    Parabéns pela reportagem!
    Parabéns a família Yusa!

Deixe o seu comentário!