Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasVinhos e etc • 4 de dezembro de 2015

O vinho dos teimosos

A vinícola argentina Tercos, que significa “cabeça dura”, é comandada por dois irmãos, que fazem vinhos deliciosos

Processed with MOLDIV

O divertido rótulo da Tercos reforça o nome da vinícola, projeto criado em 2005 pelos irmãos Patricio Santos, enólogo, e Pedro Santos. Eles são filhos de Ricardo Santos, uma lenda da história vinícola argentina e o primeiro a exportar Malbec para os Estados Unidos, quando a família era proprietária da Norton. Há uns três anos visitei a vinícola, que fica em Maipú, de onde se tem uma vista linda da Cordilheira dos Andes e do vulcão Tupungato. Na ocasião, conheci os três e adorei o estilo dos vinhos.

Tercos
Patricio Santos esteve no Brasil na semana passada para mostrar os vinhos da Tercos e de Ricardo Santos. A Tercos tem um branco de Torrontés, produzido em Salta, e três tintos, Malbec, Sangiovese e Bonarda, sem madeira. Não gosto muito de Torrontés, em geral muito perfumado e pode enjoar, mas o deles é mais “contido” e fresco. Entre os tintos, meus favoritos são o Bonarda e o Sangiovese, frutados, macios e fáceis de gostar. O Malbec segue a linha elegante, sem a doçura excessiva que alguns argentinos costumam ter. São vinhos ótimos para acompanhar refeições.

Patricio e Pedro Santos
Entre os vinhos de Ricardo Santos, o Sémillion – uva branca de Bordeaux – é imperdível! Para os fãs de Malbec, recomendo El Malbec de Ricardo Santos e El Gran Malbec de Ricardo Santos. Esses vinhos são importados pela Premium.


0 Comentários

Deixe o seu comentário!