Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Colunistas • 3 de maio de 2017

Macarrão da Mamma

Em homenagem ao Dia das Mães, vou contar a história de uma delas, que me ensinou a fazer esta bela macarronada – Carlos Ribeiro

espagueteabolonhesa

Na minha coluna de hoje vou contar mais uma das minhas aventuras gastronômicas. Quando nem pensava em cozinhar, eu conheci a família Mancini (mas não é a do Walter Mancini…). As famílias de imigrantes (e toda mamma) são cheias de receitas e segredos, que elas se orgulham em não contar, mas hoje eu vou  contar o que sei dessa receita, em homenagem a uma das datas mais especiais do ano – o Dia das Mães!

Foi por meio de uma amiga de sangue puramente italiano que conheci a Silvia Mancini, que morava em São Paulo. Naquela época, eu morava em João Pessoa. Hoje, a história é inversa, Silvia mora em João Pessoa e eu em Sampa… Logo que nos conhecemos, ganhei de presente em uma das minhas idas a Sampa uma receita maravilhosa que era super tradicional na casa da Silvia, feita por sua mãe, dona Ioli Mancini, que com certeza trazia essa receita de algum registro de família. E dona Ioli cantava:

“Mamma son tanto Felice, Perche ritorno da te 
La mia canzone ti disse Che il pui belgiorno per me”

A primeira vez que executei essa receita, me achando o rei da cozinha, retirei um dos ingredientes fundamentais em um molho italiano, que era o tomate. No dia que em me exibi com essa receita, me foi perguntado se não faltava algum ingrediente. Eu afirmava que não faltava, e realmente o prato ficou muito esquisito!

Logo depois, ao almoçar na dona Ioli mais uma vez, fiz a correção. Claro que nunca vai ficar como o dela, que passa horas a fio apurando. E um detalhe! Naquele ano de 1988 não existia diversidade de massas no supermercado, as importações não eram tão comuns como hoje, quando temos um leque de variedades de massas. O sucesso era para o macarrão com furinho da Maggi (hummm eu era louco por essa massa!). Fico muito feliz por ter ganho essa receita da mamma Ioli Mancini e hoje compartilho com todos vocês esse tesouro.

Dedico a coluna do dia das Mães a todas mães do mundo, à minha, Dona Walkyria, que é sempre citada aqui nas minhas histórias, e em especial à mamma Ioli Mancini, que me ensinou essa receita.

Macarrão ao Molho de Vinho

Ingredientes

  • 1 pacote de macarrão com furinho
  • 500 g de carne bovina moída
  • 1 copo de vinho tinto seco
  • 1 copo de vinho branco seco
  • 4 copos de molho de tomate pronto
  • 2 copos de água
  • 4 dentes de alho picados
  • 1 cebola picada
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • 6 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • salsinha a gosto
  • queijo parmesão ralado na hora a gosto (não exagere para não perder o sabor e o aroma desse molho).

Preparo
1.
 Cozinhe o macarrão na água e sal e reserve. Ao escorrer, passe um pouco de azeite de oliva ou manteiga para que não grude. Observe as instruções de tempo do cozimento.
2. Numa panela grande, coloque o azeite e a manteiga. Deixe aquecer um pouco e, logo em seguida, junte a carne moída e espalhe bem, com uma colher. Deixe fritar em fogo alto por pelo menos 3 minutos; quando a carne começar a perder a cor rosada, coloque a pimenta-do-reino, a cebola e misture bem.
3. Em seguida, junte o sal, o alho e o extrato de tomate, misture mais um pouco e deixe até a carne ficar mais sequinha e granulada. Acrescente os dois copos de vinho, aumente o fogo e deixe ferver por mais 4 minutos.
4. Depois, coloque o molho de tomate e os dois copos de água. Assim que levantar fervura, acerte o sal, coloque um pouco de salsinha, tampe a panela, reduza o fogo (bem baixinho) e deixe cozinhar por 50 minutos. O ideal é fazer esse molho um dia antes, que fica muito mais gostoso.
5. Misture o macarrão cozido com o molho e sirva em seguida.

carlosribeiroNa Cozinha Restaurante e Escola de Culinária
Rua Haddock Lobo, 955 – Jardins

Telefones: (11) 3063-5377 e 3063-5374


1 Comentário

  1. Silvia Mancini disse:

    Qtos dias maravilhosos passamos jogando conversa fora em volta de uma mesa, sempre cheia de deliciosos pratos e com direito até a ser recebida com a casa cheia de cartazes e balões coloridos …Lembra do jantar mexicano?!?!Inesquecivel…Parabéns pelo seu trabalho .

Deixe o seu comentário!