Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

GastronomiaMinha Cozinha • 10 de janeiro de 2017

Enoki e eryngui

Para quem gosta de cogumelos, estes dois são surpreendentes pela beleza e pelo sabor. Aqui eu dou algumas dicas de preparo

Menos conhecidos, estes cogumelos são uma obra de arte da natureza pela perfeição e delicadeza e estão entre os meus favoritos. Na hora de preparar, é preciso levar isso em conta! Nada de cozinhar muito e de colocar muita informação: as estrelas são eles. E não lave antes, porque a água prejudica o resultado (qualquer que seja o tipo de cogumelo, use toalha de papel ou um pano úmido para eliminar qualquer sujeirinha).

Enoki: este cogumelo é ideal para uma entradinha. Coloque um fio de azeite em uma frigideira antiaderente e salteie rapidamente os cogumelos (se gostar, você pode incluir alho em lâminas). Complete com salsinha bem picada e sirva com shoyu, temperado com algumas gotinhas de limão. Você pode servir com pão ou preparar bruschettas: torre fatias de pão italiano ou de baguete e coloque os cogumelos refogados por cima. Estes cogumelos também pode ser usados crus, temperados a gosto.

enoki

Eryngui: já comi este cogumelo em restaurantes, como Vinheria Percussi (a chef Silvia Percussi é especialista no preparo de cogumelos), combinado com massas, risotos e polentas. Fica muito bom! Saboroso e carnudo, o eryngui pode ser servido para acompanhar um grelhado ou como entrada.

Corte o cogumelo ao meio no sentido do comprimento (os mais gordinhos podem ser cortados em três partes) e salteie numa frigideira antiaderente com azeite (você pode colocar um pouco de manteiga também, se gostar). Acrescente vinho branco seco e deixe evaporar. Complete com ervas frescas picadas (com tomilho fica muito gostoso, desde que a quantidade seja bem pequena).

eryngui

 

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!