Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Colunistas • 21 de dezembro de 2016

Doces vinhos

Nas festas, o vinho ocupa lugar de destaque. Aqui, vamos falar dos vinhos doces, perfeitos para o Natal – Arthur Azevedo

Arthur Azevedo

As tradicionais festas de fim de ano são ótima oportunidade para reunir a família e encontrar os amigos, para comemorar as realizações de mais um ano que se vai. Como em todas as ocasiões festivas, o vinho ocupa lugar de destaque, comparecendo em todos os momentos e em todos os estilos, sejam eles tintos, brancos, rosés ou fortificados.

Nesse artigo vamos nos ater aos vinhos doces, que têm lugar garantido na mesa, especialmente na ceia de Natal. Começaremos com os vinhos doces obtidos a partir de uvas acometidas por um fungo, a Botrytis Cinerea, que sob determinadas situações climáticas pode acometer as uvas de forma a concentrar seu teor de açúcar, além de produzir substâncias que dão ao vinho deliciosos aromas e sabores de frutas caramelizadas, maple syrup, mel, caramelos e frutas secas. Só pela descrição fica fácil perceber que são vinhos que têm enorme afinidade com as deliciosas sobremesas e especialidades natalinas.

Imagine esse tipo de vinho harmonizando com tortas de maçã ou cheese cake de limão… Exemplos desses vinhos são os franceses de Sauternes ou vinhos de Botrytis do Chile e da África dos Sul, facilmente encontráveis no mercado.

Também o Jerez tem boa oportunidade de participar das comemorações, com o deliciosamente doce e untuoso Pedro Ximenez, um vinho que desafia os sentidos com seus instigantes aromas e sabores de fruta passa, alcaçuz e melado de cana, e faz boa companhia para sorvetes e tortas de chocolate. Outro Jerez que pode fazer bom papel é o Cream, indicado para acompanhar carne de porco, como lombo com molho doce, que é comum nessa época do ano.

Os Portos de estilo Tawny serão certamente boas companhias para as tortas de frutas secas, como as clássicas tortas de nozes ou ainda os bolos de estilo inglês, com frutas cristalizadas.

Para as frutas, especialmente os morangos, não se esqueça de convocar o delicioso Moscatel Espumante, estilo de vinho criado no Piemonte, Itália, e que tem nos exemplares brasileiros um competidor à altura, com a evidente vantagem no preço.

Lembre-se que para alguns dos pratos típicos dessa época, como o inevitável Tender com Frutas, os vinhos com leve teor de doçura são muito boa companhia. Nesse caso, os Rieslings alemães são imbatíveis. Prefira um bom Spätlese, estilo de doçura média, que vai harmonizar perfeitamente com o caráter defumado do presunto.

Como se vê, bons vinhos não faltam para suas comemorações de final de ano. Boas Festas e um Ano Novo muito feliz a todos os nossos leitores, são nossos votos!

Nota do Editor – a maioria dos vinhos citados nesse artigo podem ser encontrados na seção de vinhos especiais do Lavapés da Avenida da Saudade.

Arthur Azevedo é Presidente da Associação Brasileira de Sommeliers-SP, editor do website Artwine, palestrante, consultor e jornalista especializado em vinhos


0 Comentários

Deixe o seu comentário!