Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

ExperiênciasGastronomia • 29 de janeiro de 2018

Chelsea Market

Programa imperdível em Nova York, o Chelsea Market vale mais que uma visita, se sua permanência na cidade permitir

Aberto todos os dias, o Chelsea Market, na Lower Manhattan, costuma lotar, principalmente nos fins de semana. Apesar de o forte ser a gastronomia, há lojas de roupas e de coisas para casa. A primeira vez que minha filha Carol e eu fomos, no início da nossa viagem, fazia 4 graus negativos e o povo todo preferia a proteção dos ambientes aquecidos. Mesmo com o frio congelante, passeamos pela High Line, um parque suspenso que fica a poucos metros dali. Antes disso, tomamos um bom chocolate quente para dar energia e escolhemos onde a gente iria almoçar mais tarde.

Seguindo a sugestão do meu amigo Gerson Lopes, colunista do Mesa Completa, optamos pelo italiano Giovanni Rana Pastificio & Cucina , que serve massas bem gostosas e boas opções de vinhos italianos em taça. Para quem quer comer com mais conforto, é o lugar ideal.

Há muitos lugares de cozinha rápida, como o Berlin Currywurst – a famosa salsicha com curry de Berlim – e comidas vendidas em potes, bem ao estilo americano, que as pessoas comem por toda a parte.

O Lobster Place foi outro dos nossos lugares favoritos, que exploramos melhor na segunda visita. Lá, além dos pescados e frutos do mar frescos para levar para casa, você pode comer ostras frescas, lagostas cozidas na hora (são preparadas inteiras e servidas com limão e manteiga) ou desfrutar do frescor da cozinha japonesa, que nós adoramos!

Para terminar, uma passada pela loja de chocolates artesanais Li-lac, casa de 1923. Provamos alguns deles com recheio de caramelo, que estavam deliciosos.

Em nossa segunda visita, também exploramos o “calçadão” do rio Hudson. Com um frio gostoso e céu completamente azul, ficamos observando a vida dos moradores, que faziam esportes ou passeavam com seus cãezinhos.

 

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!