Mesa Completa - Por Solange Souza

Menu

Colunistas • 16 de junho de 2017

Bambá de couve

Hoje vamos de sopa, para os dias mais frios, com esta receita que aprendi com a querida Benê Ricardo – chef Carlos Ribeiro

bambadecouve

Eu sou cheio das histórias e gosto de ser das histórias… Fui acostumado a tomar sopa desde menino, em João Pessoa. Nessa cidade onde nasci existem lugares para tomar sopa, chamados soparia. Na minha memória vem o Pau D’alho, da época em que morava lá, nos anos 1970. Ficava no final da avenida Presidente Epitácio Pessoa, quase a uma quadra da praia de Tambaú. Era um lugar incrível para tomar sopa, onde nunca fazia menos que 28 °C!

Em Sampa, toma-se sopa no outono, que este ano foi frio, ou no inverno. Tenho muitas sopas brasileiras na minha cabeça e nas minhas histórias de guloso. Sempre falo que sou guloso e sou mesmo! Faço dietas e não é com sopas… Outro dia eu conto, mas quem me conhece sabe como eu perco peso… Solange sabe ou o mundo também sabe, não vamos deixar toda a ‘responsa’ para Solange, que é minha amiga pessoal. É o vinho! Todos que me conhecem sabem, que se eu fizer a dieta do vinho (sem beber) eu perco peso…

A doce riqueza dessa coluna de hoje está na sopa de Bambá de Couve. Quem me ensinou essa receita (que vou alterando, adaptando ao gosto do povo de Sampa) e um monte de outras cousas brasileiras gostosas, foi a nossa querida chef Benê Ricardo. Não sei é de tradição mineira essa sopa, mas se a Benê disse que é, então é mesmo e pronto! Ela é nossa DIVA da cozinha brasileira e foi com ela que andei alguns passos. Assim como eu, ela não tem muita paciência (mas ela pode!). Este prato tem tanta história, que melhor que saber das histórias é tomar essa sopa dos DEUSES neste inverno que ainda vai começar!

CarloseBene
Viva a Benê Ricardo, sempre muito VIVA!! Minha paixão por ela e por tudo que ela me ensinou… um # para ela #diliça #benêricardo #bambádecouve.

A homenagem de hoje vai para Benê Ricardo e para o meu avô Carlos Borromeu Ribeiro do Prado, que tinha negócios do ramo da alimentação (Hotel do Juiz, Churrascaria Bambu, soparia Lavousier e Bar Romeu, o que eu mais gostava, dentro do Mercado Central em João Pessoa, bem pé-de-chinelo)

Bambá de Couve

Rendimento 4 porções

Ingredientes

  • 1 maço de couve cortado em tiras bem fininhas
  • 1 peito de frango
  • 1 paio cortado em cubinhos (opcional)
  • 1 litro de caldo de frango
  • 1 xícara de fubá
  • 1 cebola picada
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

1. Numa panela coloque o azeite refogue a cebola junto com o paio, sal e pimenta a gosto (você pode adicionar cenoura em cubos pequenos também), quando estiver dourado coloque o caldo de frango e deixe levantar fervura.
2. Tempere o filé de frango com sal e pimenta-do-reino e grelhe-o numa frigideira com um fio de azeite. Espere esfriar e desfie (você pode cozinhar também, mas assim fica mais gostoso).
3. Em uma pequena vasilha, coloque o fubá e dilua bem devagar com 2 copos de água fria. Depois, adicione o fubá ao caldo fervente e misture bem até levantar fervura. Por último, coloque a couve cortada em pedaços bem fininhos. Sirva em seguida.

carlosribeiro
Na Cozinha Restaurante e Escola de Culinária
Rua Haddock Lobo, 955 – Jardins
Telefones: (11) 3063-5377 e 3063-5374

 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!